Social Icons

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Database: Todo jogo serve para algo.

Fala Nerds. d*.*b

     Quantas vezes você ouviu seu pai/mãe/irmão/tio/tia/avó/avô/amigo/amiga/namorada (namorados nunca dizem isso) que esse jogo é infantil e nunca te ajuda em nada e você não aprende nada com eles.
Pois estão enganados, todos os jogos que já joguei até hoje (e pode listar vários) serviram para alguma coisa. Final Fantasy me ensinou inglês (sem isso nunca saberia para onde ir naqueles mapas gigantescos), Super Mario me ensinou perseverança (se eu quero um pedaço de bolo, eu vou atrás e destruo todos os castelos para isso), Starcraft e Command e Conquer me ensinaram sobre táticas e administração de bens (10 soldados custam 200 de minério, se meus coletores pegam 15 minérios por segundo, logo mais passo em cima deles com uma tonelada de soldados), e vários outros.
     Mas sobre o jogo que vou falar hoje é um dos meus preferidos: Pokemon, jogo ele desde os meus 8 anos de idade (aprendi a usar emulador com 7 anos) e desde então jogo quase todas as versões que tem saído. Ele me ensinou algumas coisas que vou dividir com vocês.

1° Lição: Escolha Sábia

São 150 250 386 493 549 646 Pokemons divididos em vários tipos. Tudo bem que não tinham todos eles em cada uma das fitas, mas mesmo assim as escolhas eram muitas. Qual deles você quer no seu time? Qual deles você vai evoluir ou qual deles você vai abandonar depois de capturar aquele Dratini irado? Qual ordem você tem que por eles naquela batalha final contra o Douche Gary? São fatores que podem influenciar em uma batalha legal, épica ou uma derrota esmagadora.

Lição: Saiba quem faz parte de sua equipe (Seja no escritório, escola, faculdade, amigos) e como usar o melhor de cada um. Um time afiado e bem entrosado é a chave para a vitória.

2° Lição: Conhecimento e Treino

     Lutar contra Elite 4 não era nada fácil. O final dos jogos requisitava o máximo meu time para ganhar e para estar a altura de enfrentar o Lendário Ultimo Mestre Pokemon, você tinha que estar com o level nas alturas. O que requisitava treinamento e muito tempo gasto matando Zubats e Ratatas (escondidos aos montes em cavernas e matos).

Lição: Estude, treine e se esforce. Você só vai evoluir com isso e tornar mais fácil suas conquistas profissionais.





3° Lição: Esforço



Minhas escolhas de sempre: Pokemon de Fogo no começo, porque eu gosto do estilo deles e porque sabem lançar fogo. Eles eram simplesmente os mais difíceis. Primeiro, eu sempre escolhia o Charmander, o que tornava um porre passar pelos dois primeiros treinadores. Brock, de pedra e a Misty, de água. Mas mesmo assim, dava um jeito, evoluindo o resto da minha equipe. Segundo, eu sempre queria ter um Gyarados, mas para fazer isso, voce tinha que subir de level com uma Magikarp, um teste para paciência de qualquer treinador. Mesmo assim, ao chegar no final do jogo com um Charizard e um Gyarados, tudo fica muito mais fácil.

Lição: As vezes, ralar no começo pode render bons frutos no futuro. É o esforço constante e determinado que quebra a resistência, e varre obstáculos





4° Lição: Saiba o que você tem

     Em qualquer roda tinha aquele amigo que usou a Master Ball para capturar um Ratata. Tinha uma só no jogo e o cara gastava ele para pegar o pokemon mais fácil de todos.
     Você tem que saber como usar seus itens. Que horas usar um Revive, que horas voltar para o Centro Pokemon, “Uso um repel ou evoluo lutando contra os Ratatas Pokemons na grama alta?”, "Ainda tenho Pokebolas suficientes?". Dúvidas recorrentes de quem gerenciava os itens de sua mochila.

Lição: Ter completa noção do que você tem as mãos te dá vantagem em qualquer situação. Saiba o que você tem de melhor e a hora certa de usar esse potencial.


Retirado e Adaptado do Manual do Homem Moderno.


Nenhum comentário:

Postar um comentário